Sociedade
6/11/2020

Associações Empresariais exigem explicações sobre a não abertura do Hospital Compaixão

As associações empresariais de Miranda do Corvo, Lousã, Poiares e Penela consideram “inadmissível” o Hospital Compaixão continuar fechado e exigem explicações para a não abertura da unidade hospitalar

As associações empresariais de Miranda do Corvo, Lousã, Poiares e Penela consideram “inadmissível” o Hospital Compaixão continuar fechado e exigem explicações para a não abertura da unidade hospitalar

Em comunicado, os empresários realçaram que, após uma visita às instalações, “é inadmissível existir um investimento avaliado em 10 milhões de euros, que vai empregar mais de 100 pessoas e que está preparado para prestar um serviço médico de excelência à população, não o possa fazer por um mero ato administrativo”.

“Exigem-se explicações e apuramento de responsabilidades”, frisaram os presidentes das associações, afirmando que é incompreensível que aquela infraestrutura “esteja fechada há 18 meses e que a Administração Regional de Saúde (ARS) ou o Ministério da Saúde nada digam sobre os motivos da não assinatura do referido protocolo”.


METEOROLOGIA
MIRANDA DO CORVO Meteorologia